O portal Voip-News.com listou as grandes mudanças e lançamentos feitos em 2008. E definiu: VoIP é inovação estratégica para resistir à recessão da economia mundial.

A indústria VoIP, como a maioria das outras, sentiu o impacto da crise econômica de 2008. As empresas mais novas tiveram que cortar mão-de-obra, mas as iniciativas de VoIP ainda permaneceram com uma vantagem: a capacidade de intensa inovação. Capacidade essa de fornecer produtos e serviços que podem ajudar outras indústrias e até usuários individuais a lutar contra os altos custos, economizar e trabalhar em novas e melhores frentes.

Abaixo, sem nenhuma ordem especial, estão as primeiras inovações de VoIP de 2008:

1. Criação de um código para o iNum VoIP: foi a iniciativa de mais longo prazo do ano. A operadora belga Voxbone, um fornecedor global de números locais e links IP, persuadiu a UIT (União Internacional das Telecomunicações) a criar um novo código de país para chamadas internacionais. A mudança significou a criação do código 883 para chegar a um assinante VoIP em qualquer lugar do mundo, em vez dos convencionais códigos de cada país como 1 para os Estados Unidos ou 44 para o Reino Unido. O novo código foi ativado em novembro. De início é válido principalmente para as chamadas entre os assinantes de serviços VoIP. Em 2009, a Voxbone iniciará a operação comercial do sistema de chamadas de telefones móveis e fixos para chegar a assinantes VoIP com iNums.

2. VoIP para iPhone e Android: operadoras VoIP do mundo todo correram para portar seus serviços para os telefones móveis iPhone e Android. Os concorrentes, incluindo a Fringland, JAJAH, 8×8, Truphone, Voxofon e outros, desenvolveram algumas aplicações para o celular, e alguns sites fornecem serviços que replicam aplicações para o ambiente móvel, a exemplo do iPhone dial pad. Algumas dependem de conexões Wi-Fi, enquanto outros enviam chamadas de voz sobre celulares com links para a rede VoIP. O Voxofon, do Android, é uma aplicação que dá ao chamador a possibilidade de realizar ligações internacionais via VoIP. Em conjunto, a onda de aplicações VoIP rapidamente demonstrou como as empresas podem inovar em resposta à rápida mudança de condições.

3. Estendendo a tecnologia de voz ao streaming de vídeo: Quando a GIPS mudou de Global IP Sound para Global IP Solutions, em Janeiro de 2007, apontou o caminho para o futuro da indústria VoIP. Uma variedade de provedores de serviços baseados na Web, de AOL à Net2phone e Gizmo5 à Yahoo!, passou a utilizar a tecnologia de processamento de voz GIPS para garantir a qualidade da comunicação em redes de variados tipos e condições. Se GIPS estava pronto para transmitir som (isto é, voz), isso significava que podia também transmitir imagem em alta resolução. Então, quando a empresa estendeu a tecnologia para vídeo, em outubro de 2008, criou condições para uma explosão de novos serviços, que incluem VoIP apenas como parte de um portifólio maior de comunicações IP em tempo real.

4. PBX IP hospedado – se você comprar troncos SIP (Session Initiation Protocol) terá a economia entre os principais benefícios do PBX IP ou hospedado. A solução reduz custos e acaba com a premissa de compra dos sistemas telefônicos. Em setembro, a Bandwidth.com foi ao extremo do benefício de PBX IP, oferecendo gratuitamente os serviços de trunking SIP aos clientes do seu serviço de acesso à internet. A jogada acabou com o banco de preços por modelo convencional de serviços hospedados, permitindo que as empresas pagassem apenas pelo o número de linhas SIP que comprarem. Isso ajuda, porque em uma empresa nem todos os funcionários precisam de telefone, ou seja, cinco linhas podem ser suficientes para uma empresa com 20 funcionários. Ao contrário, no modelo convencional de PABX, cada extensão, mesmo aquelas raramente utilizadas na zona da recepção ou carregando doca, ainda custa cerca de US$ 50 por mês.

5. Transcrição de voz para texto – tanto na entrada quanto na saída de mensagens, utilizando software de reconhecimento de voz para ligar receber mensagens faladas em texto, a tendência deve se tornar realidade gradativamente. A atração é clara: os usuários podem ler as suas mensagens em seus PCs ou dispositivos móveis, em vez de ter de recorrer a um menu interativo e pedir para ouvi-los. Eles também podem pular mensagens menos importantes em vez de ter de percorrer toda a lista.

6. Publicidade durante chamadas: há vários serviços de chamadas gratuitas para usuários da internet. Mas as ligações para telefones tradicionais quase sempre custam dinheiro, porque as empresas tradicionais pagam os encargos de terminação de chamadas. A solução encontrada pela Anel Plus Inc. são as ligações internacionais gratuitas para telefones fixos e celulares nas quais o chamador precisa apenas ouvir anúncios publicitários curtos, em vez de tons de toque, enquanto espera a resposta. Não é para todos, mas oferece uma boa alternativa a quem tem muitos contatos no exterior e que não estão sempre conectados para receber chamadas Skype ou Gizmo. A Talkster fornece um serviço semelhante de chamadas gratuitas e adiciona um petulante para aqueles que querem poupar ainda mais dinheiro usando o Skype para substituir o telefone fixo. O seu serviço de anúncios depende de saber quem está colocando a chamada internacional, baseado na identidade do chamador.

7. Integração de voz, vídeo, texto, na hora e no local pré-definidos em um único posto de informações: o Vayyoo, da vPost, são serviços que comprovam mais uma vez que VoIP é apenas uma aplicação no espectro de soluções IP. Eles permitem que usuários criem smartphones integrados contendo mensagens de voz, imagem, vídeo, texto, hora e local das informações, e as publiquem em um website ou outro sistema de sua escolha. As mensagens são evidentemente chamadas de vPosts e seus usos potenciais são limitados apenas à imaginação.

8. Newber do iPhone em qualquer lugar: o FreedomVOICE leva uma multidão ao iPhone com a versão beta do Newber, um número de serviço virtual que permite aos usuários empresariais mudar automaticamente seus números para transmitir chamadas de celular. O serviço utiliza um software do cliente para acessar o GPS do iPhone para determinar de qual número fixo o usuário está mais próximo, se de casa ou do escritório, e automaticamente encaminha as chamadas. Infelizmente, embora a previsão de lançamento comercial do serviço fosse outubro, ele ainda não foi disponibilizado.

9. Tradução em tempo real: transcrever mensagens de voz em texto é, como já foi dito, bastante comum. Tanto a JAJAH quanto a IBM Corp colaboraram para fazer algo muito mais incomum: traduzir frases faladas em idiomas diferentes. Quando estiver em um país estrangeiro, ligue para um número local JAJAH e fale uma frase em seu telefone móvel. A pessoa com a qual você está tentando se comunicar irá ouvi-lo no idioma local. O custo? Só o preço de uma chamada JAJAH, que normalmente é executado centavos por minuto. A inovação foi lançada na Olimpíada de Pequim.

10. Hosted VoIP como um sistema de chaves: a 8×8 Inc. apresenta uma versão do seu serviço de telefonia IP hospedado, o Packet8, que emula tradicionais pequenas empresas-chave, em vez de sofisticados sistemas IP empresariais. Quando entra uma chamada, luzes piscam para a linha 1 em todos os telefones de uma só vez. Quando alguém a responde e começa a falar, a próxima chamada acende todas as luzes da linha 2. As transferências também acontecem à moda antiga: alguém aperta um botão para colocar a chamada em espera e grita par a sala “Linha 1, para você, Joe!” Pequenas empresas ganham em economia e em todas vantagens técnicas da telefonia IP, sem a necessidade de gastar em treinamento de funcionários.

11. Selo de qualidade de voz em Wi-Fi: especialistas advertem que o transporte de voz sobre Wi-Fi pode comprometer a qualidade. Não que a pequena empresa queira prejudicar a sua imagem com ligações deste tipo, mas as vezes esta é a única forma prática de obter os benefícios do VoIP. Para ajudar com esses dilemas, o Wi-Fi Alliance começou a certificar equipamentos que transportam voz. As normas são rígidas: latência e jitter inferiores a 50 milissegundos e a perda do pacote menor que 1%. O programa original é chamado de Wi-Fi Certified Voz-Personal. Os fabricantes terão a possibilidade de colocar etiquetas do certificado em seus equipamentos. O próximo passo é certificar veículos pesados e equipamentos utilizados por transportadoras.

12. VoIP peering para Web-phones empresariais: o VoIP peering, em que fornecedores trocam de tráfego VoIP diretamente em vez de enviá-lo para uma outra através da STFC (rede de telefonia pública comutada), beneficia provedores e clientes. Em particular, ajuda a evitar o custo adicional e a perda de qualidade da chamada que resulta na troca do tráfego de voz de uma rede IP para o STFC. A Stealth Comunicações’ VPF (Voice Peering Fabric), há algum tempo, é um lugar onde as empresas VoIP com as suas próprias redes físicas podem trocar tráfego.

13. Web Conferencing para PME: adicionar uma interface web e recursos de teleconferências para permitir conversas e troca de informações. O serviço da Iotum Inc., o Calliflower, cria um painel na tela que permite aos chamadores verem quem mais está em uma chamada ou aqueles que ainda não ingressaram na conferência ou bate-papo “muro”, onde eles podem postar comentários e trocar textos e URLs para ilustrar seus pontos. A programação é fácil. Os usuários podem fazer logon e imediatamente estabelecer uma chamada, enviar convites e moderar a chamada. Melhor de tudo, há uma versão grátis que só não aceita ligação de longa distância.

14. Integrando número de saída virtual à barra de menu: a GrandCentral Communications, uma empresa Google, conquistou reconhecimento ao oferecer números virtuais a pessoa física. Estando conectados, os usuários podem fazer chamadas de telefones fixos ou móveis. O recurso é particularmente interessante para quem trocou ou perdeu o emprego ou tem o hábito de mudar de residência freqüentemente, porque permite a fácil localização. O problema era que se eles fazem chamadas a partir desta mesma linha fixa ou de celular, as chamadas recebidas não registravam a identificação do chamador GrandCentral.

15. IMs contendo voz em vez de texto: IMing (instant messaging) representa a máxima em economia de tempo, mas na telefonia móvel se demonstra ineficiente. Primeiro porque é difícil escrever sobre os minúsculos teclados dos celulares, sem contar o perigo do uso em alguns lugares, como em veículos. A solução da Palringo, a qual a empresa chama de vocais IM, permite o envio de mensagens de voz. Para chamar um número, basta dizer o nome de uma pessoa da lista de contatos e falar a sua mensagem. O destinatário recebe uma notificação no formato texto e, em seguida, chama um número e ouve a mensagem.

16. Chamada de vídeo pelo browser: Para grandes empresas que procuram ir além da comunicação IP de vídeo, sistemas de telepresença, ao custo de US$ 100 mil ou mais, funcionarão muito bem. Mas as pequenas empresas precisarão de algo mais barato. Felizmente, a tecnologia Flash da Adobe System Inc. agora coloca a capacidade de efetuar chamadas vídeo usando uma webcam e microfone diretamente do browser. A Jaduka oferece serviço semelhante, porém baseado no sistema ActiveX, da Microsoft Corp, o que o restringe ao Internet Explorer. A Ribbit Corp também utiliza tecnologia Flash da sua plataforma de telefonia web, para oferecer mais do mesmo.

17. Configuração mãos-livres para telefones IP: A Fonality cansou de ouvir o termo “auto-provisiomento”, utilizado para descrever a facilidade como os ramais são registrados e configurados no PBXs IP e decidiu inovar lançando o termo “mãos-livres auto-provisionamento” para descrever a forma de operação da sua plataforma Trixbox Pro IP PBX. O software detecta a conexão de telefones IP Aastra Technologies ou da Polycom, identifica se é um aparelho novo, conecta uma extensão de ramal e o reinicia, deixando-o pronto para uso.

18. Atendimento de chamadas click-to-call: as aplicações click-to-call surgiram em vários cantos. Elas permitem que uma empresa insira um link ou botão em seu website ou e-mail e, quando alguém acionar o botão, a aplicação cria uma chamada VoIP entre o chamador e da empresa, utilizando serviços VoIP para fazer a chamada gratuita. A MOBIVOX melhora a qualidade da voz, ao iniciar uma chamada para a pessoa que clicou no botão e, em seguida, convidar a empresa que publicou o botão. Quando a conexão é estabelecida, uma mensagem informa a origem da chamada, quanto ela custará por minuto e oferece a opção ao receptor de aceitar ou rejeitar a chamada. É melhor do que ser interrompido por uma tela pop, ou, pior, simplesmente uma chamada exibindo um desconhecido chamador ID ou mesmo nenhum.

19. Criação automática de fluxos de chamada Asterisk: O software Asterisk IP PBX permite que uma pequena empresa construa um sistema de telefonia mais econômico. Mas pode ser uma armadilha em termos de dificuldade de uso, especialmente quando se trata da criação de planos de discagem ou fluxos de ligações – os complexos roteiros ditar a forma como o sistema processa chamadas recebidas e efetuadas. As opções para resolver esta dificuldade é o estudo da sintaxe do sistema ou a contratação de alguém que já esteja familiarizado com a plataforma. O Visual Dialplan, da Apstel LLC fornece uma interface gráfica que facilita a criação de fluxos de chamadas sem ser um geek Asterisk. Embora os fornecedores de comunicações baseados em PBX IP Asterisk ofereçam as suas próprias ferramentas administrativas gráficas, elas geralmente carregam uma vasta gama de configurações e outras tarefas. Como resultado, eles não são capazes de fazer pleno uso das características e capacidades do Asterisk dial-plano. Por ser especializada na tarefa, a Visual Dialplan pode fazer isso melhor do que as aplicações generalistas.

20. Migrando dos grandes hardwares para o software UC (Unified Communications): A Siemens AG mostrou que levou a sério a tendência de que o futuro das comunicações terá base em software, não hardware. Em março de 2008, liberou a plataforma OpenScape UC Server, um ambiente de software que pode ser executado em servidores Linux e permite que as empresas migrem para VoIP e UC em seu próprio ritmo. Também liberou aplicações de voz, vídeo e UC, que serão executadas na plataforma. A aplicação de voz, HiPath 8000 v3.1 R2, foi portada do sistema de telefonia HiPath 8000. Em suma, a fabricante assumiu a postura de deixar o usuário criar o seu próprio sistema de telefonia baseado em plataformas open-source para ampliar as vendas de seus hardwares.

21. Combinando chamada Skype com a colaboração online: a colaboração online permite que pessoas em locais diferentes vejam simultaneamente uma aplicação em desktop e compartilhem pedidos através da internet. É mais eficaz quando eles podem também falar um com o outro, mas isso pode aumentar o custo do serviço dependendo da distância entre os comunicadores. A Yugma Inc. resolveu o problema integrando o Skype à sua plataforma de serviços que roda em Linux, Macintosh e Windows.

22. Desenvolvedores web em provedores de serviços de telefonia: No final de 2007, a Ribbit lançou uma plataforma destinada a facilitar a extensão de serviços telefonia para a web. Foi comprada pela British Telecom em julho de 2008 e, em novembro, teve sua plataforma lançada comercialmente. O sistema automatiza o processo de registro de assinantes e o simplifica ao máximo para desenvolvedores web construírem novas funções de recursos. A BT demonstrou seu compromisso com a telefonia baseada em software, ao permitir que desenvolvedores utilizem qualquer rede para acessar a plataforma Ribbit, em vez de insistir que eles usem a rede BT e paguem pelo privilégio.

23. Números descartáveis em redes sociais: é muito fácil adquirir um número barato ou gratuito, que recebam chamadas. E igualmente simples encaminhar as chamadas para qualquer outro número que você desejar. A maioria dos fornecedores de tais serviços, porém, esperam que você mantenha os números. A Vumber, pelo contrário, quer que você sinta-se livre para lançar o seu número virtual, ou Vumber, e mudá-lo quando achar conveniente. O serviço aceita até três trocas gratuitas, pagando uma tarifa mensal de US$ 9,99. Depois disso, cada mudança custa R $ 1,99. É uma forma barata para compensar suas falhas em termos sociais. Como o site da Vumber coloca: “Você pode mudar seu Vumber como muda de roupa.”

24. VoIP como um plug-in USB: a MagicJack saiu da versão beta na Consumer Electronics Show, em Las Vegas, em janeiro de 2008. O pequeno dispositivo se conecta a uma porta USB de um computador com internet e um telefone convencional ligado ao MagicJack. Com um custo de US$ 39,95 você pode fazer chamadas ilimitadas na América do Norte durante um ano. Obtenha um par, dê um a um amigo ou parente e os dois poderão falar de graça durante o tempo que quiser. A maior lacuna: o computador tem de estar ligado para fazer e receber chamadas. A maior atração: plug-and-talk.

25. Integre todos os serviços de comunicação em uma plataforma: este foi o mais ambicioso candidato no concurso para consolidar todas as comunicações via internet em uma única plataforma. Em novembro, a TelCentris apresentou o comunicador universal VoxOx que permite que usuários acessem e-mails, mensagens instantâneas, voz, vídeo e redes sociais através de uma interface de serviços. Ele combina todas as informações de contato em um único “meta” do catálogo de endereços e fornece um número de telefone virtual livre para chamadas recebidas. O único custo é a saída para a chamada STFC. Ele roda em Windows e Intel Macintoshes, com Linux e versões móveis.

Fonte: http://www.ipnews.com.br